sexta-feira, 21 de junho de 2013

Redenção Nacional

Artista, não Petista.
Escândalo, mensalão
O Brasil ta na mão
Da corrupção.
Não somos ladrões
Queremos dividir esses milhões.
Chega de exploração
Já basta na colonização.
Somos um povo capaz
Correndo atras
De sustento e paz.
Por que tanta ambição?
Queremos arroz com feijão
Estudo, educação
Assistência médica,
Auxilio dos nossos governantes,
Segurança da policia
Esporte e arte
Pra ocupar a mente,
Acabar com vazio delinqüente.
Chega de exploração
Já basta na colonização.
Queremos uma chance
Para construir uma nova nação
Com mais amor no coração
Natureza sem poluição.
Imperdoável discriminação
Nessa falta de organização,
Triste divisão.
Impcheman não!!
Redenção nacional
Consciência e espiritualidade
Pra quem tem a oportunidade
De nos representar
De nosso país administrar.
Chega de injustiça
Desigualdade, falta de humanidade.
Queremos sonhar,
Ter orgulho de lutar.
Nossa pátria, mãe gentil
Salve, salve o Brasil.
(#SabrinaMata)


(Poesia publica em 2007 no meu livro "Fase de Transição")