domingo, 21 de agosto de 2011

...



"O que eu quero não tem tamanho, nem dimensão exata. 
É um sentimento estranho, amparador, que traga o calor nas noites frias
e o frio na hora de nos entrelaçarmos embaixo do lençol.
Quero sentir o ar da sua respiração e apreciar seu sono com carinho e tesão simultâneos.
Dentro de mim sou você em pedaços, querendo juntar tudo e reatar os laços.
Por fora, felina, mulher, forte em qualquer esquina;
por dentro, sozinha e frágil nas minhas sombras de menina.
É um mundo confuso, num universo misterioso de pensamento sigiloso e vontade confessa. 
Aprendi a levar a vida sonhando e realizando, sem pressa. Nunca dispersa". 



Um comentário:

É muito bom compartilhar idéias e pensamentos com vocês.

Obrigada!