terça-feira, 5 de abril de 2011

Estado de Amor



Ah o amor... 
esse sim tem força,
move montanhas, 
volta no tempo,
avança, deslancha.
Reinventa estórias, 
fica preso na memória,
escrito numa arvore
e brilhante nos olhos dos amantes.
Mesmo que amargo,
pode se transformar em pecado,
segredo, desprezo
ou desejo incontrolável.
O amor constrói, 
seu lado negro destrói.
As vezes adoece,
reprime e liberta;
sem dúvidas é o sentimento
que mais nos afeta.
Não tem forma, nem forma;
muito menos hora certa.
É único por exatidão,
entrega e merecimento.
Recria saudade a todo momento,
também pode virar tormento,
lamento, mas quando chega
nem o mais tolo coração 
se agüenta.
A alma acalenta,
o sorriso fica estático
e a beleza realça por si só.
É muita coisa,
desenfreada, junta 
e consolidada.
É por fim o melhor sabor,
em meio há dor,
o estado de amor.

Um comentário:

É muito bom compartilhar idéias e pensamentos com vocês.

Obrigada!