sábado, 26 de março de 2011

Pleito de Amar


Era uma vez uma amor pequenininho
que foi crescendo, crescendo
e se transformou em paz.
A paz foi tão bem recebida,
que virou positividade e com tempo
aprendeu a valorizar outro tipo de felicidade.
Tudo passou a ser mais simples,
a beleza tomou forma diferente
e o espaço vazio foi preenchido
por uma complexidade 
de variáveis diversões.
Na Primavera desabrocharam-se as flores
e numa bela tarde de Verão
revelou-se a paixão
trazendo uma nova etapa para
aquele abençoado coração.
A emoção foi tão forte,
que temporariamente tudo pôs-se a mudar.
Era uma vez novamente uma outra fase 
no pleito infinito de amar...



Nenhum comentário:

Postar um comentário

É muito bom compartilhar idéias e pensamentos com vocês.

Obrigada!