domingo, 27 de fevereiro de 2011

"Às vezes me Pego" (Mimi)

Às vezes me pego.
Me pego mesmo, 
pois estou sempre em movimento 
e o momento passa tão depressa...
Gosto de me pegar, 
parar o tempo 
e devanear.
Dificil, tanto para realizar, 
pensar, educar, pagar...
mas sem preço e me escutar, 
me ver mudar, 
crescer, cair, levantar 
e perceber 
que eu ainda tenho vontade 
de agradecer.
E por isso que eu me pego, 
para não me esquecer.
Não esquecer de me olhar, 
de me sentir, 
mais apta a melhorar .
Quero evoluir, 
quero aprender e ensinar, 
mesmo sem saber, 
sem sentir.
Quero tentar.
E vou tentando, 
me perdendo e me achando, 
concordando e discordando,
sorrindo e chorando.
Quero mesmo é me amar.
Tomara que eu chegue lá.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Muito Amor


Quando o coração acelera,
nossa temperatura altera,
e a esperança 
de ser feliz 
por inteiro
contagia nossa paz;
o amor nos espera.
Coisas de outra esfera.
Não tem escolha,
nem forma,
nem tempo certo.
É destino,
sentimento 
sem explicação,
pura emoção.
Entrega ao sonho,
Precipício existencial,
desejo carnal,
amizade fraternal.
Amor de casal.
Cuidado, ternura,
papo franco,
beleza sem frescura.
Ideais compartilhados,
ajudas de ambos os lados.
Parceria no amadurecer
e vontade de envelhecer junto,
fazer história.
Fundir as memórias.
Amor de outras vidas.
Amor, de mudar,
de lutar, acalmar,
despertar, aceitar,
e com muito amor
amar.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Esperando por você...



As vezes sonho acordada
com um amor que venha me calar
com beijos.
Que deposite em mim
todos os seus desejos.
Que aceite meus defeitos
com jeitinho de fazer piada,
ao ponto de me deixar 
excitada e desconcertada.
Crio momentos de paz, 
de intimidade
planos em conjunto,
amizade misturada com química,
paixão transcendental,
psicológica e carnal.
Na integra do especial.
Penso em cuidar, alimentar
em todos os sentidos,
ser o caminho certo
e o aconchego mais 
completo.
Sentimento repleto. 
Imagino assim,
esse amor dentro de mim,
transbordando ao te ver,
acalentando o meu querer,
reinventando a passividade
do meu ser,
só pra te satisfazer.
E me prendo em sonhos,
esperando por você...

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Nunca Esqueci



Nunca esqueci de agradecer
De alguns desejos conter
De abdicar em prol de você.
Nunca esqueci de doar,
De toda noite rezar,
E que as vezes é presciso chorar.
Nunca esqueci de perdoar,
Por que a gente tem que aceitar,
E saber aproveitar.
Nunca esqueci de crer,
Pois a fé faz mover,
E purifica nosso ser.
Nunca esqueci de dizer,
O quanto amo você,
Mesmo tentando te esquecer
Só pra você saber.
Não, não tive medo,
Despertei cedo
E nunca esqueci de mim.
Destino me fez assim,
Forte e apta pra qualquer fim.