sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Saudade Divina


Que saudade daquele bem estar de brisa quente,
sentir descanso no abraço
cuidado no carinho
e ter prazer devagarinho.
Que saudade de coração que toca
que nem escola de samba,
ser feliz no toque, cheiro;
querer tudo por inteiro.
Saudade daquele compromisso
que deixa todo mundo mais bonito,
e da naturalidade em que as coisas se encaixam.
Sincronia rítmica afinada.
Vida e destino, tocam o mesmo sino,
e o amor compõem divino hino.

2 comentários:

  1. Olá, Sabrina! Meu nome é Luís Cláudio, de Salvador - Ba. Sou apaixonado pela palavra poética,energética, profética, que contém ética, estética e nos revela a beleza da linguagem, mostrando a sensibilidade de quem se expressa com o coração. Adorei seus textos. Também escrevo poesia, além de conto, peça de teatro, roteiro para filme e tudo o que a imaginação vislumbrar. Gosto de compor, desenhar, enfim, fazer arte. Sou formado em Letras, na Universidade Federal da Bahia e vivo soltando a imaginação criadora a serviço da arte. Gostaria de manter esse intercâmbio literário contigo.

    Um abraço, sabedoria, vida longa e sucesso.

    ResponderExcluir
  2. Uma pequena poesia de minha autoria para você.

    LEVEZA

    Desfaço
    o laço
    e entro
    no compasso
    da vida
    pra dançar
    nas alturas
    o balé
    das gaivotas.

    Luís Cláudio de Oliveira

    ResponderExcluir

É muito bom compartilhar idéias e pensamentos com vocês.

Obrigada!