quinta-feira, 1 de outubro de 2009


Acredite no potencial dos seus olhos,
na força das suas atitudes
e na mudança que só você pode fazer.
Sem melhores ou piores,
parte de nos segue uma cronologia
pre-destinada e outra parte
cria uma realidade inventada.
Seja você e mereça o agora,
aprecie o valor de cada hora
seja feliz na sua própria história.

6 comentários:

  1. ... "seja feliz na própria história". Lindo isso!
    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Amei o conselho, principalmente o final.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. A escuridão era imensa...e as mãos tremiam-lhe, como nunca.
    Um fósforo. Um simples fósforo.

    A escuridão, para quem nunca vira a luz... não era escuridão – era simplesmente o mundo, tão real e palpável como outra coisa qualquer. Quem já experimentara a luz... dizia que não havia palavras para explicar essa sensação; as cores, as formas, as tonalidades.
    Mas ele, desde sempre convivendo com a noite negra, não sabia isso. Nem conseguia imaginar ao menos esse êxtase dos sentidos... quando riscasse aquele fósforo e dali brotasse a luz.
    Teve medo. Um pânico de morte, de não saber o que iria sentir a seguir. Como seria... a luz? Como seria... o seu calor, a sua claridade? Que sensações de prazer lhe assaltariam a pele?
    E, pior ainda... e se ele se viciasse nessa sensação?
    E se ele se tornasse um dependente da luz? O que fazer?

    O que fazer depois, quando o único fósforo de que dispunha... se esgotasse em cinzas e ele retornasse à eterna escuridão?

    O que fazer?
    Valeria a pena?
    Compensaria um breve momento de prazer absoluto... uma possível vida inteira de torpôr, de adormecimento?

    As mãos tremiam-lhe.
    E então... lembrou-se.
    Alguém que lhe dissera, depois de experimentar a luz, que “ mais valia arrepender-se depois de experimentar, do que lamentar-se de nunca o ter tentado”.

    Vagarosamente, pegou no seu precioso tesouro.
    Morreria se não o tentasse.
    Morreria de desejo, de ansiedade, de uma vida por cumprir.

    Respirou fundo.
    E como quem se lança do alto do abismo... acendeu o seu fósforo.

    ResponderExcluir
  4. Ola!! Olhando os meus seguidores cheguei a você (se assim me permite chamá-la)e fiquei muito feliz por ter você na minha lista, seu Curriculum é impressionante e sua poesia de uma beleza ímpar.Tenha um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  5. ameeeei!
    "aprecie o valor de cada hora"

    ResponderExcluir

É muito bom compartilhar idéias e pensamentos com vocês.

Obrigada!