terça-feira, 9 de junho de 2009

Lingua...

















Buscando uma língua universal,
criei uma teoria ocilante.
A língua do homem entra guela abaixo
e a da mulher esfacela qualquer miolo mental.
Já a língua dos seres humanos, sem diferenciais;
fere ou leva a loucura total.
Os males da língua são contaminosos,
mas seus artificios são bem saborosos.
Língua venenosa tem hora certa
e língua honesta as vezes é indiscreta.
Língua concreta não da pra enrolar
e língua mole não há quem console.
Língua na língua é o que todo mundo que.
No silêncio que as línguas se encontram
e não tem teoria, apenas prática.
Então chega de conceitos e concepções
nada a ver com formas e comunicações.
Que é na vontade que toda a língua vale
e que nossa imaginação nunca se cale. 
 

2 comentários:

  1. Nada como uma lambida perdida no céu da boca de quem se quer...Daí não há língua em teoria que se defina.

    Lv u

    besos

    ResponderExcluir
  2. Ouch... I must say that was quite, hmmm... desirable, passionate, sexy!

    ResponderExcluir

É muito bom compartilhar idéias e pensamentos com vocês.

Obrigada!